Blog

Destinos Nacionais

Por Klas Viagens | 07/12/2018 às 09:00:00

Cruzeiro nos rios Negro e Solimões.

Cruzeiro nos rios Negro e Solimões.
Existem poucos fenômenos naturais capazes de demonstrar tanta beleza quanto o "encontro das águas" dos rios Negro e Solimões, um dos patrimônios culturais do Brasil.

  

O rio Negro nasce em águas subterrâneas da Colômbia e suas águas são escuras e limpas. Isso acontece porque o solo que o cerca, produz grande quantidade de húmus, uma compostagem natural de cor marrom-escura.

A temperatura do rio Negro fica em uma média de 28º C e esse é o maior rio de águas pretas do mundo.

 Rio Negro, Amazonas - Brasil

Já o rio Solimões tem sua nascente no Peru e corre três vezes mais rápido do que o rio Negro. Suas águas são bem mais claras, atingindo tonalidades que vão do amarelo ao ocre e isso se deve pela grande quantidade de resíduos sólidos, como cálcio e magnésio, que são liberados pelas margens do rio.

Sua temperatura média é de 22º C e seu aspecto é bastante turvo.

Quando os rios Negro e Solimões se encontram, criam uma paisagem belíssima. As águas não se misturam por causa das diferenças de temperatura e de velocidade, criando uma linha divisória que destaca suas cores.

O rio Negro conta com a maior ponte estaiada em água fluviais do Brasil e a segunda maior do mundo, com 162 metros de altura e 3,6 quilômetros de comprimento.

Os botos cor de rosa, aqueles de tantas histórias folclóricas, também estão presentes no rio Negro e fazem a diversão da família toda porque são muito dóceis e sociáveis. Um encanto!

 Boto cor de rosa

Curiosidade: um dos responsáveis pela cheia do rio Negro é a cordilheira dos Andes, que desgela em alguns períodos e aumenta o nível do rio aqui no Brasil. O recorde recente foi no ano de 2012, onde o rio teve um aumento de 29,87 metros em seu nível.

O rio Solimões tem a maior quantidade de espécies de peixes, incluindo o pirarucu, que pode chegar a 2 metros e 180 quilos e tem a pesca proibida para forasteiros, sendo permitida apenas para ribeirinhos.

Os animais do rio Negro não entram no Solimões e vice-versa, com exceção do boto cor de rosa, que transita tranquilamente entre as águas não parecendo se importar com a diferença de temperatura.

Quando os dois se encontram, o rio passa a ter uma incrível extensão de mais de 6 quilômetros de largura e percorrem quilômetros sem se misturar.

 Rio Solimões, Amazonas - Brasil

Alguns cuidados são importantes durante o passeio de cruzeiro nesses rios.

Por sua localização geográfica, na região norte do Brasil, as temperaturas são bastante elevadas, então recomenda-se o uso de protetor solar constantemente, roupas confortáveis, óculos escuros e sapatos adequados para caminhada em meio à natureza, já que a maior parte dos cruzeiros faz paradas ao longo do trajeto.

Além do cruzeiros pelas águas dos rios Negro e Solimões, que tal também navegar pelo rio Douro, rio Danúbio, rio Nilo e rio Reno.

 

0 Comentários

Deixe seu comentário

Galeria Fotos

    Ligamos pra você

    Nós ligamos pra você

    Enviar