Blog

Dicas de Viagem

Por Klas Viagens | 04/05/2018 às 09:00:00

Tudo o que você precisa saber antes de viajar para o Peru.

Tudo o que você precisa saber antes de viajar para o Peru.
Nós amamos o Peru, tanto que já falamos aqui no blog sobre algumas das suas encantadoras cidades. Mas, como este país guarda encantos que não acabam mais, a nossa Seleção do Mês chega mais uma vez por lá.

 

Com suas raízes muito presentes ainda nos dias de hoje, O Peru é uma verdadeira mistura de antigos costumes, com ares cosmopolitas de um país cheio de histórias. Com mais de 30 milhões de habitantes e sua capital em Lima, é um dos destinos mais visitado de toda a América do Sul. Só no ano passado o país recebeu mais de quatro milhões de turistas internacionais, de acordo com o Ministério de Comércio Exterior e Turismo.

Conhecer o país é viajar por suas paisagens, que vão daquelas mais urbanas, até importantes sítios arqueológicos. Classificado como terceiro maior país sul-americano, suas três diferentes regiões geográficas são muito diferentes umas das outras e incríveis para serem visitadas.  A região andina, a mais procurada por turistas internacionais, é aonde está parte da segunda maior cordilheira do mundo, a Cordilheira dos Andes. Composta por diversas montanhas escarpadas e vulcões, sua altitude, em alguns pontos, passa de 4 mil metros. Já as regiões amazônica e litorânea são menos exploradas, mas também são incrivelmente lidas. Se você pode passar mais tempo nesse país incrível, vale a visita.

Mas, para quem pensa em Peru e lembra daquela história de que o país é berço dos Incas, com trilhas enormes e altitude elevada, não está errado. Além da grande diversidade geográfica, as delícias de uma visita ao país começam pela gastronomia muito peculiar, com mais de 500 pratos típicos, como o ceviche e a causa, além de pratos com muito milho.

 Culinária peruana - Ceviche

Reconhecida mundialmente, a cozinha peruana está em seu auge. O país foi eleito em 2017, pela sexta vez, o melhor destino culinário do mundo, pelo Word Travel Awards, prêmio de maior prestigio no turismo. Hoje, os maiores cozinheiros e chefs de cozinha mundial estão por lá.  Uma dica importante, grande parte dos pratos salgados levam quantidades significativas de pimenta, por isso, é sempre bom se certificar antes de provar receitas que utilizam a especiaria.

Sua língua é predominante espanhola, devido a sua colonização, mas um número significativo de peruanos ainda fala quíchua e outras línguas nativas ligadas aos povos indígenas, deixando mais evidente a diversidade cultual peruana, que pode ser identificada na arte, na música, na culinária e literatura. Esta mistura deixou um grande legado monumental, com importantes igrejas, museus e sítios arqueológicos, bastante presentes nas cidades de Lima, Cusco e Machu Picchu.

 Lima, capital do Peru.

No quesito aventura, o Peru oferece experiências radicais. Devido a sua geografia bastante diversificada, são inúmeras possibilidades de esportes a serem praticados. No litoral desértico e muito quente é possível praticar o surfe, por exemplo. Muitas das praias são conhecidas por surfistas do mundo inteiro como as melhores do mundo para a prática do esporte, com arrebentações permanentes e as famosas “cheias”, o paraíso dos surfistas.

 Praias peruanas para surfar.

Na Cordilheira Branca, a cadeia montanhosa tropical mais alta do mundo, a pratica do montanhismo é tradicional. São mais de 660 galerias, dentro do Parque Nacional Huascarán, com clima semiseco e frio, um desafio para os amantes do esporte. E claro, a caminhada pelo caminho Inca, que leva até o Machu Picchu. Com um percurso de aproximadamente 40 quilômetros, o percurso atravessa diferente ecossistemas e sítios arqueológicos, até chegar à cidade. É importante lembrar que o caminho não abre no mês de fevereiro, para manutenção. Não importa qual seja o seu esporte preferido, é muito provável que você poderá praticá-lo no Peru.

 Peru - Trilha Machu Picchu

Separamos algumas dicas importantes para você visitar a Terra dos Incas:

1. Quando ir?

O clima no Peru é bastante diversificado, mas para aproveitar o clima mais ameno, você pode viajar entre os meses de abril e novembro. A alta temporada é nos meses de julho e agosto, com maior número de turistas. Na Cordilheira dos Andes os dias ensolarados vão de abril a outubro, mas as noites são marcadas por ventos gelados e pouca chuva. Evite os meses de novembro a março, pois o inverno é marcado por muita chuva.

 

2. Quais documentos são necessários?

Para entrar no país é necessário portar RG original e com menos de 10 anos de emissão, ou passaporte com validade mínima de seis meses.

 

3. Qual moeda levar?

A moeda em circulação no país é o Nuevo Sol e a moeda de turismo mais aceita é o dólar americano.

 

4. Fuso horário e voltagem

O fuso horário peruano em relação ao Brasil, está duas horas a menos do horário de Brasília. Mas estas diferenças podem ser maiores durante o horário de verão. A voltagem padrão no país é 220V, mas alguns hotéis possuem tomadas 110V ou transformadores. Para não correr o risco, você pode ter consigo uma tomada universal.

 

5. Muito cuidado com os efeitos da altitude

Não esqueça dos efeitos da altitude. Cuidar da alimentação, evitar caminhadas muito longas ou subidas muito íngremes nos primeiros dias ajudaram seu organismo a se acostumar com a altitude e você poderá aproveitar muita mais os próximos dias.

 artesanato peruano

6. Sempre negocie 

Como em todo local turístico, o Peru tem muitos comerciantes que focam nos turistas. Seus produtos locais são muito desejados por quem visita o país e, as veze, os comerciantes costumam colocar uma margem de lucro para que possam negociar os valores. Não custa tentar.

 

7. Planeje muito bem sua viagem

Um país enorme e om muitas atrações, o Peru atrai milhões de turistas por ano. Mas é preciso planejar muito bem sua viagem, para que você consiga aproveitar tudo o que a berço da civilização Inca pode oferecer. Não dixe de falar com a Klas, nós te ajudamos em tudo.

 

Pacotes Relacionados

0 Comentários

Deixe seu comentário

Galeria Fotos

    Ligamos pra você

    Nós ligamos pra você

    Enviar