Blog

Destinos Internacionais

Por Klas Viagens | 16/04/2018 às 09:00:00

Conheça os castelos e palácios de Sintra.

Conheça os castelos e palácios de Sintra.
A menos de 30 quilômetros de Lisboa está Sintra, uma daquelas cidades que nos fazem respirar ares de realeza, mesmo sem ter coroa.

Cheia de palácios, castelos e um centro histórico encantador, Sintra é Patrimônio Mundial da UNESCO. Além dos incríveis palácios e castelos, a cidade possui uma das mais paisagens do país, com vistas selvagens.

Apesar de muita coisa para explorar, Sintra costuma ser um destino para quem vai a Lisboa e aproveita para conhecer a cidade. Você pode começar pelos palácios, como o Palácio da Pena, um dos pontos turísticos mais conhecidos por ali. Ele está no topo da Serra de Sintra e além das belezas internas do Palácio, possui uma vista sem igual da pequena cidade.

Sua arquitetura é rica em detalhes e as cores costumam chamar a atenção, sendo conhecido como o palácio mais carnavalesco de Portugal. O Palácio, que foi um mosteiro antes de ser reformado por D. Fernando II, possui em seus arredores um imenso jardim, hoje conhecido como Parque de Pena, com diversos caminhos para serem percorridos, pavilhões, capelas, lagos, grutas e árvores e outras plantas de todo o mundo, com mais de 500 espécies.  

O Castelo dos Mouros, logo abaixo do Palácio da Pena, foi por muitos anos o Reduto da realeza portuguesa. Oficialmente a construção do castelo teve início em 300 A.C. por Gregos, Galo-celtas e Túrdulos, mas há registros que esta construção pode ter começado em 500 a.C., por povos primitivos. Tantos anos e tantas histórias dão ao Castelo, de arquitetura medieval, um toque especial e encantador. O passeio entre suas muralhas, torres e sítios arqueológicos são como uma volta à antiguidade.

Castelo dos Mouros

Palácio Nacional de Sintra, conhecido como Palácio da Vila, também está na rota dos pontos turísticos fantásticos da pequena Sintra. Sua construção chama atenção logo no primeiro contato com a cidade, pois suas chaminés brancas e em formato de cones podem ser vistas a distância. De inspiração árabe, o Palácio foi residência da família real portuguesa a partir do século 12 e se tornou Monumento Nacional em 1910. Nele é possível apreciar um encantador acervo de azulejos e traços arquitetônicos que misturam as muitas influências de seus ocupantes.

Construído em 1856 para ser a residência de verão de uma abastada família inglesa, o Palácio de Monserrate é uma herança do estilo neogótico, de ruínas que já existiam ali antes de sua construção. Durante a visita você encontrará ruínas, cascatas, um sarcófago e trilhas estreitas que levam até a residência, com muito a ser explorado. Dentro do Palácio os encantos continuam, são diversas salas, incluindo uma dedicada especialmente para música e uma biblioteca.

Palácio de Monserrate

Um dos pontos turísticos mais bem avaliados pelo TripAdvisor em Sintra, é a Quinta da Regaleira. Um Palácio cheio de mistérios, a Quinta foi construída entre os anos de 1904 e 1910, e está localizada na parte baixa da cidade. Uma construção de proporções grandiosas, é possível explorar seu imenso jardim e se perder em seus mistérios. É lá que está a famosa Torre Invertida de Sintra, que na verdade é um poço, chamado de “Poço Iniciário”, localizado dentro de uma rocha e que conectada vários túneis a sua base, permitindo o acesso a diferentes partes da Quinta da Regaleira. Acredita-se que lá aconteciam ritos de iniciação a maçonaria. Apesar do Poço ser o ponto alto da visita, a Quinta guarda diversos elementos interessantes, como mirantes, torres, muralhas, jardins e um palácio, que pode ser visitado.

 Quinta da Regaleira

Entre tantos Palácios, histórias e mistérios, Sintra encanta em cada ponto. Não deixe de conhecer o centro histórico, com ruas estreitas e de paralelepípedos, aonde estão as lojinhas de suvenirs e exposições infinitas de azulejos portugueses para serem levados de recordação. Se você puder ficar um pouco mais de tempo nesta encantadora cidade, vá até o Cabo da Roca, o ponto extremo ocidental da Europa. O poeta português, Luís de Camões, definiu-o como ‘‘onde a terra acaba e o mar começa’’ e assim realmente é. Cabo da Roca está ao fim da Estrada Nacional 247, e deve ser admirado.

Agradecemos a sua visita a nosso blog e não deixe de conhecer esse destino encantador, aproveite para conhecer os roteiros de viagens por Portugal ou personalise o seu.

 

Pacotes Relacionados

0 Comentários

Deixe seu comentário

Galeria Fotos

    Ligamos pra você

    Nós ligamos pra você

    Enviar