Klas, Agência de Viagens em Curitiba e Niteroi
RJ (21) 2705-3080
PR (41) 3242-9000

Chile

Este país de formato comprido e estreito tem uma geografia eclética, que vai da região desértica do Atacama, ao Norte, até a gelada Patagônia, ao Sul, proporcionando boas opções de passeio em qualquer época do ano. Os pontos obrigatórios são a capital Santiago (repleta de atrativos turísticos), as praias de Valparaíso e Viña Del Mar, e a misteriosa Ilha de Páscoa.

O Chile tem como cidades mais importantes a capital Santiago, municípios litorâneos Valparaíso e Viña Del Mar, e também San Pedro de Atacama, Arica, Pucón e Iquique. Conta com um povo hospitaleiro, fruto da miscigenação de europeus com indígenas. Há atrações durante o ano inteiro, com praias agitadas, as rotas dos vinhos, a região dos lagos (com cidades de colonização alemã), as estações de esqui, o Deserto de Atacama e as aventuras congelantes na Patagônia Chilena.

A porta de entrada para o país geralmente é pela capital Santiago, considerada uma das melhores cidades da América do Sul para viajar. Conta com um leque variado de opções turísticas com muitos restaurantes, bares, adegas (os vinhos chilenos são de excelente qualidade), cafés, museus, lojas e hotéis. Entre os pontos turísticos mais procurados, estão a Plaza de Armas, o Palácio de la Moneda, o Parque Metropolitano e a Casa Museu La Chascona, uma das residências que pertenciam a Pablo Neruda, o maior escritor do país.

Leia mais

Opções de Destinos

  • Chile

    Patagônia Chilena

    Os apreciadores do turismo de inverno e também das paisagens exuberantes têm a Patagônia Chilena como um destino perfeito para vivenciar um verdadeiro espetáculo da natureza, com direito a vida selvagem, lagoas extremamente azuis, e formações minerais como montanhas, paredões rochosos, vulcões e glaciares que parecem ter sido pintados a mão em uma grande obra-de-arte.

    Leia Mais

    Patagônia significa “pés grandes”. Esta foi a primeira impressão que o navegador português Fernão de Magalhães teve ao avistar os nativos usando peles de animais nos pés para se proteger do frio. Não é um país, mas sim uma grande reserva natural de quase 800 mil km2, localizada em dois países: Chile e Argentina.

    A Patagônia Chilena é formada pelas províncias de Palena, Aisén, Ultima Esperanza e Magallanes, com uma grande variedade de paisagens, que inclui fiordes, canais marítimos, ilhas inexploradas, campos de gelo, montanhas nevadas, vulcões, entre outros. Os roteiros turísticos geralmente contemplam o Parque Torres del Paine (no Extremo Sul), Puerto Natales e Punta Arenas, além da vizinha El Calafate, na Argentina.

    Do cais de Puerto Natales saem passeios de catamarãs (modernos barcos) por uma extensão de mar conhecida como Seno de Ultima Esperanza, com rumo aos glaciares das montanhas Serrano e Balmaceda, chegando até o Parque Nacional Bernardo O’Higgins, o maior do Chile, onde se pode apreciar cachoeiras em degelo e animais selvagens.

    Punta Arenas é o maior centro comercial, industrial e cultural da Patagônia. É possível ter uma visão panorâmica da cidade visitando o Estreito de Magalhães. Com boa estrutura para turismo, conta com dezenas de monumentos e com o Museu Salesiano Maggiorino Borgatello, onde se pode ver o artesanato que era praticado por índios que habitavam a região, e diversas espécies da flora e da fauna local.

    O passeio que mais impressiona os turistas é no Extremo Sul, onde está a Terra do Fogo (uma enorme planície dividida entre Chile e Argentina) e o Parque Nacional Torres del Paine, onde é possível se sentir isolado do mundo, contemplando uma imensidão natural que deixa qualquer aventureiro deslumbrado com suas geleiras, lagos de cor azul turquesa e o Maciço de Paine, com três torres de granito, além de toda a vida selvagem ao redor.

    Dica: Seja para buscar aventura ou sossego, a Patagônia Chilena atende aos interesses destes dois tipos de turistas, com estações de inverno e hotéis bem estruturados e área para prática de esportes como canoagem, rafting, esqui, mountain bike, trekking, escalada, cavalgada, entre outros. Fale com um de nossos consultores da Klas Viagens e programe sua visita.

    Moeda: peso chileno

    Idiomas: espanhol

    Melhor época para visitar: Apesar de ser um destino lembrado pelo frio, é mais recomendado visitar entre novembro e junho, quando os dias são mais longos e as temperaturas não mais amenas. No restante do ano, há paisagens de inverno espetaculares, mas a neve e as chuvas podem comprometer os passeios.

  • Chile

    Santiago

    A capital chilena abriga uma diversidade incrível de atrações culturais e históricas que merecem fazer parte do seu roteiro. Viajar para Santiago é mergulhar fundo em uma cidade que sofreu com a ditadura e dia após dia vai se reerguendo e conquistando o coração de muita gente.

    Leia Mais

    Com mais de seis milhões de habitantes e todas as facilidades de uma cidade grande, Santiago fascina turistas do mundo inteiro.

    O bom mesmo de Santiago é caminhar pelas calçadas. No centro histórico, visite o Museu Pré-colombiano, o Museu Nacional, a Catedral Metropolitana e a Praça das Armas (que é onde surgiu a cidade). Se você é um admirador da literatura de Pablo Neruda, inclua no roteiro a casa-museu do autor, a La Chascona. Planeje a sua viagem para Santiago com a Klas e descubra os encantos secretos desta cidade cheia de mistérios.

    As zonas boêmias de Santiago se concentram em alguns bairros como em Bellavista, na rua Constitución, em Bellas Artes, na rua Lastarria e em Vitacura, na avenida Costanera. A gastronomia da cidade é extremamente variada e rica em frutos do mar. Impossível falar de Santiago sem incluir no passeio algum roteiro para conhecer as vinícolas da região. Na zona rural, é possível acompanhar o processo de produção do vinho. 

    A poucas horas da cidade estão as praias e diversas estações de esqui. A Cordilheira dos Andes torna estes passeios ainda mais surpreendentes. São paisagens incríveis. Impossível ficar indiferente. As cidades praianas de Viña del Mar e Valparaíso são as mais conhecidas e visitadas pelos turistas. Já se você visitar Santiago no inverno e quiser se aventurar nas estações de esqui, o mais indicado é o Valle Nevado, que conta com a maior área destinada ao esqui em todo o Chile e também com uma ótima infraestrutura. Vamos para o Chile com a Klas Viagens e Turismo?

    Moeda: Pesos Chilenos

    Idioma: Castelhano

    Melhor época para ir

    Se a ideia for esquiar o ideal é ir entre os meses de julho e setembro. No período de novembro a março provavelmente não haverá neve.

  • Chile

    Valle Nevado

    Localizado no Chile, a apenas 40 quilômetros da capital Santiago, está o Valle Nevado, o maior ski resort da América do Sul, na Cordilheira dos Andes. Eis uma excelente opção para quem quer curtir a neve e praticar esportes de inverno, em especial o esqui e o snowboard. É aconselhável visitar o local durante a estação da neve (de junho a setembro, aproximadamente).

    Leia Mais

    Inaugurado em 1988, o Valle Nevado é um local elevado, a 3.200 metros acima do nível do mar. A paisagem de montanhas brancas cobertas de neve é incrível, contrastando com um céu azul, geralmente sem nuvens.

    Para chegar lá a partir de Santiago, basta ir até o bairro Los Condes e seguir as placas. É possível ir de carro, mas não é aconselhável, pois as estradas sinuosas são um tanto perigosas (com neve, pior ainda). De qualquer modo, o acesso ao Valle é feito a pé, deixando os veículos estacionados na entrada. Se você não tiver roupas apropriadas para neve, pode compra-las antecipadamente em Los Condes mesmo, no Shopping Parque Arauco e no Mall Sports, por exemplo.

    Há boas opções de ski resorts para passar uma temporada ou pernoitar. Também há muitas pessoas que fazem passeio bate-volta de Santiago, mas estas não se aproveitam tanto as possibilidades do local. Há 39 pistas para prática de esportes de inverno, e os mais procurados são o esqui e o snowboard. O local dispõe de instrutores que ministram aulas para iniciantes, pessoas experientes e até para crianças – para elas, há muitas atrações e diversões no Valle Nevado.

    Mesmo quem não se aventura nos esportes pode aproveitar passeios na neve (trekking), cavalgadas, curtir toda a paisagem ao redor do alto da cabine de um teleférico, apreciar o pôr-do-sol do alto de uma varanda, além de usufruir dos restaurantes e pubs locais, seja para almoço, lanche, jantar ou apenas para tomar um chocolate quente, cerveja ou vinho enquanto vê esquiadores e snowboarders descendo as montanhas.

    Melhor época para visitar: como quem vai ao Valle Nevado quer curtir neve, o ideal é ir entre metade de junho e final de setembro (as datas exatas variam um pouco de ano a ano, basta se informar antes no site do Valle). No restante do ano, há neve apenas nos picos mais altos, mas o local tem atrativos durante o ano todo.

Depoimentos

Tenho interesseDeixe seus dados e receba o contato de nossa equipe de agentes de viagens.

  •     Circuitos
  •     City tour
  •     Locação de Veículos
  •     Passagens Aéreas
  •     Passeios
  •     Reserva de Hotéis
  •     Seguro Viagem
  •     Traslados
  •     Câmbio
  •     Cruzeiros Marítimos
  •     Ingressos
  •     Passes de Trem
Ligamos pra você

Nós ligamos pra você

Enviar